By | 31.12.13
“Nunca deixe que nenhum limite tire de você a ambição de auto-superação.”

Galera, PAZ.
A vida está uma correria só. Uma correria danada. Um vai e vem, que vai não volta e que vem coisas demais. Mas saiba que a direção desse fluxo, você escolhe. E o que você extrai dele, também, é você quem elege. Qual é a direção que você tem conduzido o corre-corre dos seus dias?

O artista é um ser complexo, pois o que importa para ele é a sua arte. Sua auto-superação, suas obras primas, seu corpo e mente em harmonia. Há sempre uma busca pelo reconhecimento por parte de quem lho é admirado, seus resultados finos e de alto nível, a transcendência do eu...  Mas até quanto sua arte é importante? Até quanto, você interromperia o transcorrer de uma criação? Nessa conversa toda, me deparo com uma palavra, sobrevivência. Sobreviver, nessa selva de pedra, que são nossos dias urbanos, é para os fortes... Mas, hoje em dia, viver é para os especiais. O que quero dizer que no meio deste emaranhado de idéias, sentimentos e ações o artista não deve se poupar de uma profunda reflexão de como anda seus dias, sua arte, pois sua essência pode ser vendida sutilmente.

Tenho refletido ultimamente sobre o porquê, de tantos esforços, de noites sem dormir, tantas lesões, tantos sentimentos e emoções gastas. E no decorrer desta reflexão venho percebendo que há problemas mais valiosos que soluções e perguntas mais preciosas que respostas. Com isso, aproveitando a áurea introspectiva que paira nessa época de fim de ano, deixo essas três perguntas que gosto muito, para nossa evolução. O QUE te move? PARA QUE você se move? O QUE VOCÊ MOVE quando você se move? Talvez não sejam para responder, mas para pensar. Por fim, escolha viver e não sobreviver.

“Todo dia peço a deus 
Que me permita seguir 
Levando ao meu semelhante
A vontade de sorrir
E se não for pedir demais
Deixe que eu morra cantando 
Quero despedir sorrindo 
Porque já nasci chorando”
(Zé Mulato e Cassiano) 

 Então é isso! Mais um ciclo!
FELIZ 2014!
(Ô.Ô esses dias não era 2004?)
A PAZ
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial